Alder Júlio Ferreira Calado

O Movimento das Beguinas situa-se num período denso de inventividade cultural protagonizada por guras e organizações femininas. A partir da Bélgica, e estendendo- se por outros países europeus, o Movimentodas Beguinas ponticou durante os últimos séculos da Idade Média, numa Europa marcada pela presença insubmissa e contestatária de mulheres – santas, sábias, guerreiras -, cuja inuência se estende para além da Idade Média. Desse movimento é possível, ainda na contemporaneidade, encontrar-se alguns traços de interfaces e ressonâncias? É o que pretende o presente trabalho. São recuperados elementos históricos e características do Movimento das Beguinas, e, em seguida, descritas experiências e práticas de mulheres religiosas, no Nordeste do Brasil, nos anos 70 e 80, e nos Estados Unidos (ainda em curso), apresentando traços que evocam, guardadas os respectivos contextos históricos, elementos presentes em algumas experiências das Beguinas.

 

ler mais